28.8.08

Me ponho

Entre extremos

Em pequenos

Absurdos.

(quero um grande aperto

para que não nos esqueçamos

nunca da pressão)

É daí que eu

Imito Maiakóvsky e recolho

Todos que eu amo e amei. Mudos.

Eu os guardo por dentro.

20.8.08

Durante anos aperfeiçoando

Tais distorções emocionais.

...

Praticando elevadas técnicas

Lentas de amor e repulsa.

...

Esquecendo num novelo

Desejos de fios sem fim.

14.8.08

Chavão #2

Triste menina, procurava

O fim

Da monotonia de seu corpo

Zombava de seus sentimentos,

Assim não precisava vê-los

E quando não havia espelhos

Escondia o rosto nas mãos

Procurando um sonho perdido.
...
vai lá... mais um sapo indigesto pro intestino suportar...

... já tô até gostando do sabor!
...
...
Heráclito ou parmênides? epicurismo ou estoicismo? all-star ou adidas?
...

13.8.08

10.8.08

Vocês não ouvem os assustadores gritos ao nosso redor que habitualmente chamamos de silêncio?

(Prólogo do Filme O Enigma de Kaspar Hauser de Herzog, 1974)

SCHEDULE

Let the body exude all those strange

Liquid words.

Let me exhume your ancient splashed

Dream. And bid your soul chant and old

Meaningless childish song…

…For life is used to crumbling

Sometimes.

O grande problema da

Felicidade – você deve saber...

É ela ser um teco de dor.

Uma dorzinha suicida...

Talvez parecida com o medo.